NOSSAS MÚSICAS

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO
PARTICIPE DAS NOSSAS OFICINAS, VENHA VIVENCIAR UMA DAS MAIS TRADICIONAIS EXPRESSÕES DA CULTURA AFROBRASILEIRA QUE É O MARACATU.

NOSSA HISTÓRIA

O Instituto para o Desenvolvimento da Cultura e da Arte – INSTITUTO CULTURAL RAÍZES, tem sua origem na Zona da Mata Sul do Estado de Pernambuco.

Grupo de Jovens do Assentamento Parnazo em Água Preta/PE

A partir de sua fundação em 16 de fevereiro de 2001 (ainda como Núcleo de Assessoria Técnica), desenvolveu-se importante experiência em diversas comunidades de assentamentos da reforma agrária, cuja atuação foi baseada no estímulo ao resgate das origens sócio-culturais e na formação de lideranças juvenis.

Encontro de Formação de Jovens nos Assentamentos de Água Preta/PE

Destaca-se no período de 2001 a 2006 a realização de diversos encontros de juventude e o 1º Encontro da Agricultura Familiar onde o ponto forte foram as diversas manifestações culturais, bem como assessoria e apoio a outras organizações sociais do agreste e do sertão na elaboração de projetos e na realização de vários eventos culturais.

Evento Cultural realizado em Ouricuri, em Dez/2006 que contou com a Assessoria
e Projeto do Instituto Raízes

Em 2007, foi iniciado um trabalho mais amplo em municípios do agreste e especialmente do sertão pernambucano, onde se realizou diversas assessorias e ações de apoio e capacitação na elaboração de projetos e na formação de lideranças juvenis a partir das expressões e linguagens culturais.

Projetos Culturais com Jovens do Sertão
Por outro lado, incentivou-se a participação nos fóruns regionais de cultura promovidos pelo Governo do Estado através da Fundarpe, além da realização de Conferências Municipais de Cultura e o incentivo para a criação de conselhos municipais de cultura em várias cidades.

No ano de 2009, iniciou-se um trabalho no município de Floresta a partir de uma assessoria para a implementação das políticas públicas de cultura e em novembro do mesmo ano realizou-se a 1ª edição da Semana da Consciência Negra, coincidindo com o Festival Pernambuco Nação Cultural, oportunidade em que foi constituído um amplo documentário sobre o Festival.

Celebração da Consciência Negra, uma das principais marcas do
Instituto Cultural Raízes em Floresta/PE

Em 2010, tendo em vista a concentração das ações no sertão e em especial na micro-região do sertão de Itaparica e sertão central, transferiu-se a sede da entidade para o município de Floresta.

De 2010 até a presente data, o INSTITUTO CULTURAL RAÍZES, realiza intenso trabalho de produção cultural, e de resgate das tradições das comunidades tradicionais e populares de Floresta e região, cujas ações encontram-se destacadas a seguir:

- Apoio e assessoria para organização e reconhecimento da Associação Quilombola de Floresta;
- Apoio à realização do 1º Festival de Capoeira em Belém do São Francisco;
- Apoio na organização e produção do Grupo de Dança e Percussão Zumbi dos Palmares de Mirandiba e na implantação do Ponto de Cultura na mesma cidade;
- Realização do Projeto Identidade Cultural com oficinas de danças e percussão (afoxé, coco de roda, ciranda e capoeira) em escolas do município de Floresta;


O Projeto Identidade Cultural, idealizado pelo Instituto Cultural Raízes
- Realização do Projeto Festa no Quilombo em Floresta e Mirandiba;
- Produção e lançamento do Documentário “Quilombolas – Filhos do Pajeú”;
- Pesquisa e lançamento do Livro “Quilombolas – Filhos do Pajeú”;
- Realização de oficinas culturais e profissionalizantes na Comunidade Quilombola Filhos do Pajeú;
- Gravação do CD Forró de Latada com Pedro Euzébio e Trio Pajeú;
- Realização do Projeto Juventude e Cultura em parceria com o Instituto da Juventude, com oficinas de danças e percussão para adolescentes e jovens em situação de risco e vulnerabilidade social dos bairros de Floresta e jovens de comunidades da zona rural;


O Resgate da Identidade e o Reconhecimento Quilombola em Floresta
duas das principais ações do Instituto Raízes no município.
- Realização de seis Encontros de Tradições Culturais nas comunidades de Floresta, onde se destaca o resgate e preservação de várias tradições como o São Gonçalo, Banda de Pífano, Forró Pé-de-Serra, Xaxado, Mazurca e Toré, além da vivência de outras tradições afroindigenas, tais como: coco de roda, ciranda, maculelê, caboclinho, capoeira, afoxé e maracatu;
- Realização de diversas apresentações culturais de dança e percussão em várias escolas estaduais e municipais e em vários eventos públicos;
- Ações de incentivo a formação de grupos culturais;
- Criações dos grupos culturais da Comunidade Quilombola Filhos do Pajéu, os quais foram: Banda de Pífanos, Grupo de Dança Flor do Pajeú, Grupo Cultural Dandara;
- Realização do Projeto Afrobatuque com a constituição de grupos percussivos com crianças, adolescentes e jovens de origem quilombola e indígena;
- Coordenação da realização das Semanas da Consciência e das celebrações do Dia da Consciência Negra em Floresta nos anos de 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015;
- Resgate e preservação da Dança de São Gonçalo;
- Realização de oficinas na sede da entidade: artesanato, fabricação de instrumentos, danças populares, percussão, violão, pintura em tela e capoeira.

Os Encontros de Tradições Culturais resgatando e fortalecendo
as referências populares da Cultura de Floresta

No decorrer desses seis anos, o INSTITUTO CULTURAL RAÍZES se consolidou como a única instituição sócio-cultural (em Floresta e região) que desenvolve através de uma prática constante e permanente, diversas ações atendendo os públicos de crianças, adolescentes, jovens e adultos, na perspectiva de resgate das tradições e da produção cultural como forma alternativa de vivência de experiências positivas de vida e de formação cidadã.

Grupo Maracatu Afrobatuque de Floresta, mantido pelo
Instituto Cultural Raízes

SERVIÇOS

- Cursos e Oficinas Culturais
- Elaboração de Projetos
- Pesquisas e Estudos
- Assessoria e Consultoria a instituições públicas e grupos culturais
- Realização de Eventos Culturais
- Inventário Turístico
- Políticas Públicas de Cultura
- Planos Municipais de Cultura
- Produção de Documentários
- Realização de Conferências, Foruns, Seminários, Palestras e Capacitação
nas diversas áreas da temática cultural afrobrasileira e indígena 


Grupo Afoxé Filhos de N'Zambi, mantido pelo Instituto Cultural Raízes

AÇÕES ATUAIS E PERMANENTES

FLORESTA

Atualmente em Floresta, o INSTITUTO CULTURAL RAÍZES, mantém:

- Grupo Cultural MARACATU AFROBATUQUE DE FLORESTA
- Grupo Cultural AFOXÉ FILHOS DE N'ZAMBI
- Grupo Cultural SOU DA TERRA (em formação)
- Oficinas semanais de Maracatu de Baque Virado na Praça do bairro do Vulcão
- Espaço Sócio Cultural Elias de Flora, atendendo a crianças e adolescentes com oficinas de artes, artesanato, danças e percussão, além de atividades recreativas
- Escolinha de Futsal do Vulcão, atendendo a crianças e adolescentes da comunidade.

Além de todas essas ações permanentes, o Instituto se faz presente em vários eventos públicos, realizando palestras e apresentações culturais.

BELÉM DO SÃO FRANCISCO

Em Belém do São Francisco o Instituto Raízes, desde 2014, atua como entidade parceira junto a Escola Estadual Maria Emília Cantarelli, na implementação do Programa Mais Cultura na Escola, sendo responsável pela realização de oficinas de percussão e danças afrobrasileira, foruns e palestras, entre outras atividades.

Também em Belém o Instituto já inicia a formação de um Grupo Cultural de Maracatu.


ATIVIDADES REGIONAIS

O Instituto Cultural Raízes, vem desenvolvendo desde 2010 e sobretudo, desde 2013, várias participações em eventos de cultura popular, realizados nas cidades de: Exu, Ouricuri, Parnamirim, Salgueiro (Comunidade Quilombola de Conceição das Crioulas), Terra Nova, Petrolândia, Itacuruba, Afogados da Ingazeira e Arcoverde, com os grupos de Maracatu e Afoxé.

PROJETOS PARA 2016/2017

Para o restante do ano de 2016 e primeiro semestre, estão sendo planejados os seguintes projetos:

- Gravação de CD's dos Grupos Culturais
- Sábado Cultural
- Documentário sobre a Cultura Popular em Floresta

Nenhum comentário:

Postar um comentário