NOSSAS MÚSICAS

1º CONCURSO BELEZA NEGRA FLORESTANA

1º CONCURSO BELEZA NEGRA FLORESTANA
O CONCURSO VAI ELEGER A MULHER NEGRA MAIS BONITA DE FLORESTA

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO
PARTICIPE DAS NOSSAS OFICINAS, VENHA VIVENCIAR UMA DAS MAIS TRADICIONAIS EXPRESSÕES DA CULTURA AFROBRASILEIRA QUE É O MARACATU.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Estréia do Projeto Sábado Cultural em Floresta tem nova data


Após reunião realizada pela Diretoria do Instituto Cultural Raízes, no último domingo dia 10, ficou definido que o Projeto Sábado Cultural, tem nova data para estrear em Floresta/PE.

A mudança de data se deu pelo fato da agenda do Instituto Raízes se encontrar repleta de atividades entre esses meses de setembro e novembro de 2017, sendo necessário uma redefinição de várias atividades de maior porte.

O Projeto Sábado Cultural tem sua data de estréia definida para 16 de dezembro de 2017, e acontecerá na quadra poliesportiva do Bairro do Vulcão/Escondidinho.

Na programação haverá diversas apresentações culturais de Capoeira, Maculelê, Maracatu, Coco, Afoxé, Samba, Caboclinho e Xaxado, com grupos locais e convidados, além do autêntico Forró Pé de Serra, que encerrará à noite.

Haverá ainda uma feirinha de artesanatos regionais e comidas típicas, com o intuito de arrecadar fundos para a manutenção dos projetos do Instituto Cultural Raízes.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Instituto Raízes é destaque em Mostra Cultural realizada na cidade de Exu/PE


O Instituto Cultural Raízes, foi um dos destaques da Mostra Cultural Gonzaguiense, realizada na cidade de Exu, no Sertão de Pernambuco.

O evento aconteceu nos dias de 1 a 5 de agosto de 2017, cuja programação contemplou a realização de diversas oficinas nas várias linguagens culturais, visitas a lugares turísticos, sarau lítero cultural, encontro de saberes, além de várias apresentações culturais.

No dia 2 ocorreu homenagem especial ao eterno Luiz Gonzaga, pela passagem de 28 anos de sua morte, com celebração de uma missa na Igreja Matriz da cidade.


O Instituto Raízes participou na noite do dia 4 de agosto, da realização de uma terreirada no Parque Asa Branca, com o Grupo Maracatu Afrobatuque e o Grupo Sou da Terra.

O Maracatu Afrobatuque, fez uma apresentação que encantou a todos os presentes, homenageando o Rei do Baião Luiz Gonzaga, com várias loas, especialmente a "Asa Branca" no ritmo do Maracatu, música essa que completou 70 anos em 03/03/2017.


Após a apresentação do Maracatu, foi a vez do Grupo Cultural Sou da Terra, que levou aos presentes a alegria do Coco de Roda, com músicas homenageando Jackson do Pandeiro, Jacinto Silva, Maciel Melo e Biliu de Campina, motivando todos a formar uma grande roda de Coco.


No dia 5 de agosto, durante o dia, foi gravado imagens para um clip especial do Maracatu Afrobatuque, visitas e registros no Museu do Parque Asa Branca.

A noite, na Fazenda Araripe, local onde nasceu e viveu Luiz Gonzaga até sua juventude, o Grupo Cultural Sou da Terra, apresentou o Coco, com várias músicas também em homenagem ao Rei do Baixão.

O evento foi realizado pela ONG Flor de Mandacaru, a Equipe de Produção Cultural do Jornal do Araripe e a Secretária de Cultura, Turismo e Esporte de Exu, juntamente com diversos outros parceiros e, contou com o Instituto Cultural Raízes, como um dos principais convidados.

Movimentos Sociais e Pastorais realizam Grito dos Excluídos em Floresta

Manifestantes do Grito dos Excluídos em Floresta

Na quarta-feira dia 6 de setembro, Floresta vivenciou pela primeira vez, a realização do GRITO DOS EXCLUÍDOS.

Convocado pela Diocese de Floresta e que teve a participação de várias organizações sociais, pastorais e movimentos de trabalhadores, os manifestantes, dirigentes e militantes levaram às ruas o Lema "POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO DIA", sintonizados com a mobilização nacional que historicamente se realiza no dia 7 de setembro em várias capitais e cidades pelo Brasil afora e, que já está em sua 23ª edição.

A concentração foi no trevo da entrada da cidade, de onde os manifestantes saíram em caminhada pelas principais avenidas e ruas de Floresta, entoando cantos populares, palavras de ordem contra o governo Temer, por Terra, Trabalho e Teto, além de vários discursos que denunciaram os ataques patrocinados pelo governo golpista contra os trabalhadores e a maioria da população, bem como as medidas de entrega do patrimônio nacional aos estrangeiros, além dos casos de corrupção.

Dom Gabriel Marchesi - Bispo da Diocese de Floresta
O Bispo Dom Gabriel Marchesi, representando a Diocese de Floresta, fez o principal discurso do dia, destacando a necessidade de se assumir o compromisso de construção de um Brasil melhor e, que para tanto se faz necessário repudiar e renunciar a qualquer forma de corrupção.

Acrescentou ainda Dom Gabriel, que as pessoas que estão nas ruas hoje, são um sinal de esperança, pois querem construir um país onde haja dignidade e justiça.

Várias outras lideranças presentes, fizeram discursos contundentes, na defesa dos direitos sociais e trabalhistas, bem como de denúncias contra o governo Temer, à exemplo de Carlos Veras, Presidente Estadual da CUT/PE; Doriel Barros, Presidente da FETAPE; Wilka Freire, Presidente do STR/Floresta; Paulo Mansan, da Frente Brasil Popular de Pernambuco, além de várias representações do MST/Movimento Sem Terra e de diversos dirigentes sindicais e populares presentes.

Instituto Cultural Raízes

O Instituto Cultural Raízes, se fez presente com várias de suas crianças, adolescentes e jovens, participantes dos projetos sociais e culturais mantidos pela entidade, animando a caminhada e mostrando que a Cultura Popular deve estar ligada às lutas por transformação social.

Padre Luciano Aguiar - Coordenador das Pastorais Sociais
O Padre Luciano Aguiar, Coordenador das Pastorais Sociais da Diocese de Floresta e articulador da manifestação, destacou a importância da presença de todas as lideranças e militantes presentes, o que proporcionou o sucesso do Grito dos Excluídos, que pela primeira vez acontece em Floresta, envolvendo uma articulação regional, demonstrando que o povo começar a despertar para às lutas sociais, compreendendo que deve ser uma ação permanente.

Destacamos agora as Instituições e Organizações que participaram da mobilização e da realização do Grito dos Excluídos em Floresta:

Pela Diocese de Floresta
- Cáritas Diocesana
- Pastoral dos Pescadores
- Pastoral da Criança
- Pastoral da Juventude Rural
- CPT - Comissão Pastoral da Terra
- Pastoral Litúrgica da Diocese
- Provida
- Escola de Cidadania

MST - Movimento dos Sem Terra
- com vários representantes de Acampamentos da Reforma Agrária na Região
CUT - Central Única dos Trabalhadores
Fetape
Instituto Cultural Raízes
Território Quilombola - Águas do Velho Chico de Orocó
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolândia
Assembléia de Deus - Madureira

Sindicatos de Trabalhadores Rurais de:
- Floresta
- Carnaubeira da Penha
- Belém do São Francisco
- Itacuruba
- Orocó
- Petrolândia
- Tacaratu
- Jatobá
- Ibimirim
Polo Sindical Rural do Submédio São Francisco

Diversas Associações de Pequenos Agricultores de Floresta, também se fizeram presentes, além da Coopercapri, Colônia de Pescadores e Diretoria Municipal de Cultura de Floresta.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Pastorais Sociais se reúnem para planejar ações


No dia 12 de agosto de 2017, integrantes das Pastorais Sociais da Diocese de Floresta estiveram reunidos para discutir formas e prioridades de atuação.

A reunião ocorreu no Centro de Formação da Diocese na cidade de Floresta, sob a Coordenação do Padre Luciano Aguiar e, contou com a presença de representantes de vários municípios e de vários segmentos sociais.

O Instituto Cultural Raízes se fez presente, atuando em parceria e na responsabilidade de colaborar com a organização da Pastoral do Menor.

Os assuntos abordados foram sobre as formas de atuação, prioridades e ações, com destaque para a articulação tendo em vista a realização do Grito dos Excluídos, que acontecerá pela primeira vez na Diocese de Floresta, com data marcada para o 6 de setembro de 2017.

sábado, 2 de setembro de 2017

Primeiro dia do Tríduo Vocacional em Floresta/PE


No dia 24 de agosto de 2017, teve início o Tríduo Vocacional, realizado pela Paróquia de Floresta/PE, sob a coordenação do Padre Giovani, Equipe Paroquial e Equipe de Coordenação da Pastoral da Juventude e, que contou com a parceria do Instituto Cultural Raízes.

Toda a programação aconteceu na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no bairro da Cohab e contou com a participação predominante de jovens da Paróquia e do Instituto Raízes.

Nesse primeiro dia o Tema da Roda de Conversa foi "Juventude - Identidade e Discernimento Vocacional, e teve como facilitadores o Bispo Dom Gabriel e Libânio Neto.

Foi uma oportunidade única de reflexão sobre vocação e identidade, compartilhada por todos os presentes.

Maracatu Afrobatuque é destaque em comemoração do Dia do Folclore em Floresta/PE


O Grupo Cultural Maracatu Afrobatuque, foi destaque na abertura da comemoração ao Dia Nacional do Folclore, realizada em Floresta, no dia 25 de agosto de 2017.

A programação foi realizada pela Secretaria Municipal de Educação, que através da Diretoria de Cultura, convidou o Maracatu Afrobatuque para se apresentar.

O Maracatu Afrobatuque é o principal grupo de Cultura Popular de Floresta e região, com uma caminhada que se iniciou em setembro de 2011.

Nessa apresentação registramos a renovação dos componentes, com os integrantes mais antigos atuando na coordenação da apresentação e os mais novos se destacando, dentre eles(as), crianças e adolescentes.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Roda de Conversa - Cidadania e Participação Social


Na noite da sexta-feira dia 25 de agosto de 2017, a Equipe de Jovens do Instituto Cultural Raízes, participou da Roda de Conversa sobre Cidadania e Participação Social, realizada pela Paróquia de Floresta e pela Equipe de Juventude Diocesana.

A temática foi desenvolvida como parte da programação do Tríduo Vocacional e, ocorreu na Igreja de Nossa Senhora de Fátima no bairro da Cohab.

O Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes, Libânio Neto, atuou como facilitador do tema, trazendo à reflexão a necessidade e importância da participação social como forma efetiva do exercício da cidadania plena.