PROJETO TV RAÍZES

PROJETO TV RAÍZES
CONHEÇA NOSSO PROJETO - SEJA NOSSO PARCEIRO(A)

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Crianças participam de oficinas de artes no Vulcão

Crianças recebendo os produtos de suas próprias criações

O Espaço Sócio Cultural Elias de Flora, em funcionamento desde novembro de 2015, na Comunidade do Vulcão, vem realizando semanalmente uma programação voltada a atender crianças da comunidade, com atividades formativas e recreativas.

A iniciativa partiu do Instituto da Juventude em parceria com o Instituto Cultural Raízes, visando proporcionar um ambiente positivo para o convívio das crianças no tempo livre e especialmente à noite. 

Entre as diversas atividades realizadas, destaca-se as oficinas de artes (das quais participam meninas de 8 a 14 anos), onde são estimuladas a desenvolverem a capacidade criativa.


Tempo livre ocupado com atividades positivas

Os produtos finais das oficinas de arte retornam para as próprias meninas, como forma de incentivo material.

Por outro lado, são desenvolvidas atividades que proporcionam a reflexão sobre bom comportamento, respeito às colegas, a importância do convívio familiar e a necessidade de frequentar à escola e de se dedicar aos estudos como forma de construir um futuro melhor.

Ao todo, são atendidas 22 meninas, tendo uma média de participação em torno de 15 meninas por atividade.


O Espaço Sócio Cultural Elias de Flora, funciona à Rua Elias de Flora, número 82 ao lado da Praça do Vulcão.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Instituto Raízes é destaque na Câmara Itinerante realizada no Vulcão

Crianças e adolescentes do Projeto de Oficinas de Percussão Afrobatuque

Na última terça-feira dia 05 de julho de 2016, realizou-se na quadra poliesportiva do bairro do Vulcão, mais uma sessão da Câmara Itinerante, organizada pela Câmara de Vereadores de Floresta.

Na oportunidade os vereadores presentes ouviram de populares algumas reivindicações e solicitações, bem como puderam sentir de perto um registro sobre a realidade da comunidade.

Já na abertura dos trabalhos, um destaque todo especial para o Instituto Cultural Raízes que apresentou as crianças e adolescentes do Projeto de Oficinas de Percussão Afrobatuque, que é mantido pelo Instituto e que conta como  instrutores, jovens integrantes do Maracatu Afrobatuque de Floresta.

O projeto atende em média 60 crianças e adolescentes da comunidade e de outras localidades da cidade de Floresta/PE.

Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Raízes, falando aos Vereadores
Abrindo as falas dos representantes da comunidade, o Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes, Libânio Neto, destacou a importância da realização da Câmara Itinerante e, relatou todo o trabalho realizado pelo Instituto Raízes no âmbito da Cultura, da conscientização e da cidadania, bem como as ações realizadas em parceria com o Instituto da Juventude, que proporcionaram uma significativa mudança na comunidade, as quais estão expressadas nos grupos culturais, na escolinha de futsal, na realização de oficinas de artes, nos mutirões de manutenção da quadra e da revitalização da praça, proporcionando um ambiente mais humano e mais digno de se viver.

Libânio Neto ainda destacou que hoje, o Bairro do Vulcão é sem sombra de dúvidas o bairro popular com menor índice de violência e criminalidade de Floresta e, que essa conquista tem relação direta com as ações desenvolvidas pelo Instituto, más sobretudo, pelo entendimento da maior parte da população, dos pais e mães, das crianças, adolescentes e jovens que estão entendendo a importância desse trabalho inovador e único em Floresta e em toda a região.

Instituto Raízes faz a animação em Encontro Pastoral



O Instituto Cultural Raízes, participou no último sábado dia 18 de junho de 2016 de Encontro Pastoral da Diocese de Floresta.

O Encontro realizou-se no Centro de Formação da Diocese, na cidade de Floresta e, o Instituto Raízes foi convidado a apresentar sua experiência de trabalho sócio cultural no município e em especial na Comunidade do Bairro do Vulcão, onde reúne crianças, adolescentes e jovens, numa ação inovadora e pioneira de resgate e preservação das tradições culturais do povo afrobrasileiro.

Após a apresentação o Instituto Raízes animou o Encontro com muito Coco de Roda tocado pelo Grupo Sou da Terra (mais recente projeto lançado pelo Instituto) que reúne as influências do Coco, do Maracatu e do Afoxé, bem como de vários artistas regionais. 

Instituto Raízes participa de evento sobre Diversidade Religiosa em Petrolândia


Na última sexta-feira dia 17 de junho de 2016, o Instituto Cultural Raízes participou na EREM Maria Cavalcanti Nunes, na cidade de Petrolândia/PE, do encerramento da 1ª Semana Humaniza EREM, organizada pela Professora Jussara Araújo e as turmas do 2º e 3º ano.

A atividade girou em torno da necessidade de que haja a compreensão e tolerância em relação a existência das religiões, dando ênfase especial às religiões de matriz africana.

O Instituto Raízes, participou com o Grupo Afoxé Filhos de N'Zambi o qual trouxe para o público uma sequência de cantos e cantigas voltadas para os Orixás e para a valorização das tradições culturais afrobrasileiras.

Foi mais uma oportunidade para mostrar a experiência do trabalho desenvolvido pelo Instituto Raízes em Floresta e região, sendo uma referência no que diz respeito a Cultura Popular e, especialmente afrobrasileira. 

Instituto Raízes tem encontro com Bispo Diocesano de Floresta


Na sexta feira, dia 10 de junho de 2016, o Instituto Cultural Raízes foi recebido pelo Bispo Diocesano de Floresta, Dom Gabriel Marchesi e equipe pastoral.

O encontro ocorreu no Centro de Formação da Diocese à pedido da Diretoria do Instituto Cultural Raízes.

Estiveram presentes representando o Instituto Cultural Raízes: Libânio Neto, Márcio Lima, Marciano Lima, Igor Roam, Priscila Nascimento e Mônica Alves.
Representando a Diocese de Floresta, estiveram presentes (além do Bispo Dom Gabriel), o Padre Giovanny Malacrida, a Irmã Luciana pelo setor de juventude e Alaide Araújo, representando o Projeto Cultura de Paz.


Na pauta do encontro, o agradecimento por parte do Instituto Cultural Raízes pelos convites feitos pela Diocese em vários momentos especiais, especialmente no aniversário dos 50 anos da Diocese e a Caminhada da Paz, que se realizou no último dia 29 de maio.

"Quando Dom Gabriel representando a Diocese nos convida, está valorizando as tradições culturais do povo afrobrasileiro, expressada no Afoxé e no Maracatu de Baque Virado, bem como está reconhecendo a importância do trabalho que realizamos em Floresta e região. Atitudes assim nos deixa profundamente agradecidos e estimulados a seguir em frente, além de que aumenta nossa responsabilidade por manter vivo o nosso projeto", afirmou Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes.

Outro ponto importante do diálogo foi a possibilidade real de construção de parceria entre a Diocese de Floresta e o Instituto Cultural Raízes, no sentido de fortalecer as ações junto à juventude, a partir da valorização das tradições culturais e da prática relacionada com as políticas públicas de juventude.

"Foi um encontro extremamente satisfatório, onde dialogamos de forma aberta e encontramos inúmeras razões de caminharmos juntos e, acredito que os próximos passos vão proporcionar uma experiência inovadora e pioneira na ação pastoral da Diocese de Floresta e na vida do Instituto Cultural Raízes", completou Libânio Neto.



Forum - Africanidades em Nós


Fruto da parceria entre a Escola Estadual Maria Emília Cantarelli de Belém do São Francisco, o Instituto Cultural Raízes, Capes e Pibid, foi realizado no último dia 24 do corrente mês o 1º Forum AFRICANIDADES EM NÓS.

O evento contou com a participação de um público em torno de 300 pessoas, entre professores de história e artes, bem como estudantes do normal médio da Emec e alunos participantes das oficinas do Programa Mais Cultura nas Escolas, além de convidados, contando ainda com a parceria do Profº João Di Carvalho, através da A PRODUTORA Áudio e Vídeo, que garantiu toda a estrutura de som e o registro do início das atividades.

A iniciativa é pioneira e faz parte das ações do Programa Mais Cultura nas Escolas, que é executado desde 2014 na Emec em parceria com o Instituto Cultural Raízes, a qual é a única Escola em todo o Sertão de Itaparica a ter obtido a aprovação do Projeto.

A programação foi concebida após amplo diálogo realizado entre a equipe gestora da Emec, professores de história e artes da escola e o Instituto Cultural Raízes, no sentido de iniciar nesse ano de 2016 a implementação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008, que tratam da obrigatoriedade do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena, nos estabelecimentos de ensino público e privado.

O Forum teve como tema DIÁLOGOS E DIVERSIDADE PARA CONSTRUÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL, contendo a seguinte programação:
09:00h - Abertura, realizada pela Gestora Profª Célia Barros e pelo Vice Gestor da Emec, Profº Evanilson Maia.
09:15h - Apresentação do Grupo Afoxé Filhos de N'Zambi, do Instituto Cultural Raízes;.
10:00h - Palestra sobre A Importância do Resgate das Tradições Afrobrasileiras e das Ações Afirmativas, realizada por Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes.
11:00h - Palestra sobre a História da África, realizada pela Profª Geyza Alves da Cesvasf.
14:30h - Roda de Diálogo com jovens do Instituto Cultural Raízes, com mediação do Profº Evanilson Maia.
15:30h - Oficinas:
             - Percussão; 
             - Danças Africanas;
             - Capoeira;
             - Lendas Africanas;
             - Máscaras Africanas;
             - Estética Afro.
16:40h - Socialização das Oficinas e Encerramento.

Na avaliação da equipe organizadora, o Forum atingiu seu objetivo, contando com a participação ativa de todos(as) atores envolvidos e, especialmente dos jovens presentes, deixando um exemplo positivo para as atividades futuras.

Bairro do Vulcão em Floresta/PE - Uma nova realidade


Nos últimos quatro anos o Instituto Cultural Raízes em parceria com o Instituto da Juventude, vem realizando um trabalho inovador e pioneiro na Comunidade do Bairro do Vulcão, em Floresta/PE.

Tudo teve início com a ampliação das oficinas de Maracatu e posteriormente de Afoxé, atendendo a crianças e adolescentes do Bairro. As oficinas eram realizadas em frente a sede do Instituto Raízes na rua Alcina Torres de Araújo, em outras oportunidades eram realizadas na Academia das Cidades, ao lado do Erem Nestor Valgueiro e no Parque das Caraibeiras. "Existe toda uma carga de preconceito com relação às pessoas dos bairros periféricos e, nós buscamos primeiramente mostrar nas ruas que às crianças e adolescentes do Vulcão existiam e que estavam despertando para às suas origens culturais", afirma o Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes, Libânio Neto.

Em seguida, as oficinas passaram a ser realizadas na própria Comunidade do Vulcão, o que teve uma excelente recepção por parte dos moradores e familiares dos participantes, o que motivou a direção do Instituto Raízes a instalar a sede da ONG no próprio bairro à Rua Eloi Torres de Barros, nº 81.

Com a receptividade por parte da Comunidade outras ações foram se somando, das quais merecem destaque:
- A celebração do Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro) que tem início na Comunidade do Vulcão e de lá saindo o Cortejo Cultural até a Igreja do Rosário, no Centro Histórico da Cidade.
- Em novembro de 2013, o Instituto Raízes realiza o 1º Festival Multicultural da Juventude, centralizando a programação no bairro do Vulcão.
- Em abril de 2014, o Instituto da Juventude iniciou uma ação de recuperação da Quadra Poliesportiva, ajudando a preservar um patrimônio público e à serviço da Comunidade, num investimento financeiro que ultrapassou a quantia de R$ 6.000,00 (seis mil reais).
- Também em abril de 2014, o Instituto da Juventude da início ao Projeto da Escolinha de Futsal do Vulcão, cujo investimento financeiro ao longo de pouco mais de um ano já ultrapassa a marca de R$ 10.000,00 (dez mil reais).
- Em 2015, o Instituto Cultural Raízes realiza a Semana da Consciência Negra e o Encontro Multicultural da Juventude, mais uma vez centralizando as ações no Bairro do Vulcão.
- Ainda em 2015, o Instituto da Juventude estrutura o Espaço Sócio Cultural Elias de Flora, para sediar a Escolinha de Futsal e a realização de oficinas de artes e espaço de lazer organizado da Comunidade, aplicando para tanto um recurso em torno de R$ 8.000,00 (oito mil reais). 
- Em novembro de 2015, mais uma ação inovadora foi concluída, um grande mutirão que se iniciou com uma equipe de moradores e depois somou-se crianças, adolescentes e jovens dos grupos culturais mantidos pelo Instituto Raízes, que revitalizou a praça do Vulcão, com plantio e conservação dos canteiros, além da pintura da praça. 

Além desse conjunto de ações, são realizadas atividades semanais, nas áreas da cultura e do esporte e, do estímulo a convivência harmoniosa entre às pessoas da comunidade.   

"Outro objetivo do trabalho foi o de destacar as coisas positivas que acontecem no cotidiano da Comunidade, com ênfase principalmente para os valores culturais, artísticos e esportivos existentes, além de mostrar o bairro como espaço de convivência, lazer, integração, vivência cultural e esportiva e, de cidadania", afirma Libânio Neto.

"Hoje, a comunidade do vulcão tornou-se o bairro mais cultural da cidade, a quadra é frequentada por pessoas de vários outros bairros que de forma harmoniosa praticam o esporte com os moradores locais, os índices negativos foram reduzidos significativamente e, a maioria das crianças e dos adolescentes estão integrados às atividades culturais e esportivas, além de que vemos crescer o sentimento de autoafirmação e de valorização humana e, isso só foi possível devido a integração de grande parte da comunidade aos nossos projetos", conclui Libânio Neto.

Instituto Raízes realiza encontro de Maracatu


Nesse domingo dia 11 de setembro, o Instituto Cultural Raízes realizou um Encontro Especial entre os Grupos de Maracatu de Floresta e Belém do São Francisco.

Participaram do encontro, crianças, adolescentes e jovens integrantes do Maracatu Afrobatuque de Floresta e adolescentes e jovens do Maracatu (em formação) de Belém do São Francisco, os quais são alunos do Projeto Mais Cultura nas Escolas, realizado pelo Instituto Raízes na Escola Estadual Maria Emília Cantarelli.

A programação consistiu de momentos de integração e lazer entre os grupos, finalizando com um Ensaio Geral, preparatório para a Semana da Consciência Negra que será realizada em novembro de 2016 em Floresta e também em Belém do São Francisco.

O encontro contou com a participação de mais de 60 (sessenta) pessoas, mostrando a força do trabalho realizado pelo Instituto Cultural Raízes, que ultrapassa as fronteiras do município de Floresta.

Na oportunidade também se comemorou os cinco anos de história do Maracatu Afrobatuque de Floresta e os 100 anos da Nação do Maracatu Porto Rico. 

Começa a ser formado um Grupo de Maracatu em Belém do São Francisco


Na segunda-feira dia 05 de setembro de 2016, o Instituto Cultural Raízes participou do encontro de pais e alunos na Escola Estadual Maria Emília Cantarelli, na cidade de Belém do São Francisco.

Na oportunidade realizou-se apresentação de Maracatu, contando com os alunos do Projeto Mais Cultura nas Escolas e integrantes do Maracatu Afrobatuque de Floresta.

Foi o primeiro passo para a criação do Grupo de Maracatu em Belém do São Francisco que contará com os alunos da Emec como integrantes e estará aberto à participação de outras pessoas interessadas.

O Instituto Cultural Raízes atua como entidade parceira da Emec na realização do Projeto Mais Cultura nas Escolas desde 2014 e, cujo objetivo principal é a vivência da Cultura Afrobrasileira no ambiente escolar, onde busca-se envolver alunos, professores e a comunidade em geral.

Maracatu Afrobatuque é destaque em apresentação na Escola Icó Mandantes


No dia 31 de agosto de 2013, o Instituto Cultural Raízes se fez presente na Escola Estadual Icó Mandantes, de Petrolândia, participando da culminância da semana do Folclore, onde realizou uma belíssima apresentação do Maracatu Afrobatuque de Floresta.

Antes da apresentação uma breve palestra sobre o Maracatu de Baque Virado, foi realizada por Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes.

Mais uma vez o Instituto Raízes com o Grupo Maracatu Afrobatuque de Floresta, vai além das fronteiras do município, mostrando seu compromisso sócio cultural de proporcionar o resgate e a valorização das nossas tradições afrobrasileiras.   

Maracatu Afrobatuque se apresenta no bairro Dner


No dia 17 de agosto de 2016, à convite da Diocese de Floresta, o Instituto Cultural Raízes foi até o bairro DNER (em Floresta), com o Maracatu Afrobatuque, a fim de realizar apresentação na programação organizada pela Associação de Moradores local, alusiva ao mês do Folclore.

A apresentação foi bastante prestigiada por várias pessoas da comunidade e especialmente crianças e adolescentes presentes, além de algumas turmas da Escola Municipal existente no bairro.

"Temos vontade já faz tempo, de levar a nossa experiência de trabalho sócio-cultural para outros bairros de Floresta. Mostrando que o que deu certo na Comunidade do Vulcão, pode dar certo também em outras localidades", afirma Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes.


Maracatu Afrobatuque em Arcoverde no Festival Lula Calixto


No dia 13 de agosto de 2016, o Maracatu Afrobatuque de Floresta realizou apresentação na cidade de Arcoverde, dentro da programação do 9º Festival Lula Calixto e 18º Aniversário do Samba de Coco Raízes de Arcoverde.

O evento foi realizado no bairro do Cruzeiro, em frente à sede do Samba de Coco Raízes de Arcoverde e, foi a segunda vez em que o Maracatu Afrobatuque se fez presente ao evento, como já havia ocorrido no ano de 2015.

Com um repertório diversificado que foi de Loas próprias do Grupo, passando por homenagens a Luiz Gonzaga, Naná Vasconcelos, Alceu Valença, Capiba e a Nação do Maracatu Porto Rico, além de juntar ao Maracatu o toque do Ijexá e a batida do Coco, o Maracatu Afrobatuque mostrou versatilidade, sem perder a essência contida nas raízes tradicionais do Maracatu de Baque Virado.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Instituto Raízes leva o Maracatu para a Serra Negra


O Instituto Cultural Raízes participou na última quarta-feira dia 31 de agosto de 2016, da culminância do Projeto Café Cultural, realizado pela Escola Estadual José Ferreira da Silva, no Assentamento Serra Negra, município de Floresta/PE.

Atendendo ao convite da gestora, Profªa Amélia Auxiliadora, o Instituto Raízes se fez presente com o Grupo Cultural Maracatu Afrobatuque de Floresta, o qual realizou uma belíssima apresentação, com foco no mês do folclore.

O Maracatu Afrobatuque de Floresta é o principal Grupo Cultural mantido pelo Instituto Raízes e único grupo de Maracatu de Baque Virado em toda micro-região do Sertão de Itaparica, que já completa cinco anos de caminhada.