IMPORTÂNCIA DA HISTÓRICA

IMPORTÂNCIA DA HISTÓRICA

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO

OFICINAS DE MARACATU DE BAQUE VIRADO
PARTICIPE DAS NOSSAS OFICINAS, VENHA VIVENCIAR UMA DAS MAIS TRADICIONAIS EXPRESSÕES DA CULTURA AFROBRASILEIRA QUE É O MARACATU.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Instituto Raízes abre inscrições para Oficinas de Maracatu


O Instituto Cultural Raízes inicia nesse domingo dia 25 de fevereiro de 2018, a realização de Oficinas Permanentes de Maracatu de Baque Virado.

Como já é tradição, a cada ano, o Instituto Raízes promove oficinas percussivas abertas ao público em geral.

É uma forma de incentivar a propagação de uma das mais importantes manifestações da Cultura Afrobrasileira, genuinamente pernambucana, que é o Maracatu de Baque Virado.

INFORMAÇÕES:
DIAS DAS OFICINAS:  Sempre aos domingos
LOCAL: Sede do Instituto Cultural Raízes à Rua Eloi Torres de Barros, 81 - bairro Escondidinho
HORA: das 15 às 16:00h
QUEM PODE PARTICIPAR: Crianças, adolescentes jovens e adultos
O QUE É NECESSÁRIO PARA SE INSCREVER: Crianças e adolescentes (autorização dos pais ou responsáveis, cópia da Certidão de Nascimento. Jovens e adultos, cópia da Carteira de Identidade.
CUSTO:  Gratuito

O Instituto Cultural Raízes é responsável por trazer a prática do Maracatu de Baque Virado para Floresta e região, a partir da identidade que tem o Maracatu com outras tradições afrobrasileiras presentes no sertão pernambucano.

O Maracatu de Baque Virado (ou Maracatu Nação), foi reconhecido no dia 03 de dezembro de 2014, como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, juntamente com o Maracatu de Baque Solto e o Cavalo Marinho.

O Maracatu Nação é uma forma de expressão cultural que apresenta um conjunto musical percussivo e um cortejo real, evocando as coroações de reis e rainhas do antigo Congo africano. Os grupos apresentam um espetáculo repleto de simbologias e marcado pela riqueza estética e pela musicalidade, assim podem ser traduzidas as apresentações de grupos de maracatu, em Pernambuco. O momento de maior destaque consiste na saída às ruas para desfiles e apresentações no período carnavalesco.

Para o Iphan, o valor patrimonial do Maracatu Nação reside na sua capacidade de comunicar elementos da cultura brasileira e carregar elementos essenciais para a memória, a identidade e a formação da população afrobrasileira. Entendido como uma forma de expressão que congrega relações comunitárias, o Maracatu Nação permite o compartilhamento de práticas, memórias e fortes vínculos com o sagrado, evidenciadas por meio da relação desses grupos com os xangôs (denominação da religião dos orixás em Pernambuco) e a Jurema Sagrada (denominação da religião de características afro-ameríndias que cultua mestres e mestras, caboclos, entre outras entidades) e ainda pode remontar às antigas coroações de reis e rainhas do congo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário