IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA

IMPORTÂNCIA DA HISTÓRIA

VEM AI O MAIOR EVENTO DE CULTURA AFROBRASILEIRA DO SERTÃO PERNAMBUCANO

VEM AI O MAIOR EVENTO DE CULTURA AFROBRASILEIRA DO SERTÃO PERNAMBUCANO
10 ANOS DE CONSCIÊNCIA NEGRA EM FLORESTA-PE

PROJETO TV RAÍZES

PROJETO TV RAÍZES
CONHEÇA NOSSO PROJETO - SEJA NOSSO PARCEIRO(A)

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Diocese de Floresta participa da 52ª Assembléia Pastoral Regional

Padre Francisco de Aquino Júnior, fazendo exposição sobre a Dimensão Social da Fé 

Nos dias de 26 a 29 de setembro de 2017, realizou-se em Lagoa Seca na Paraiba, a 52ª Assembléia Pastoral do Regional Nordeste 2, da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, contando com representantes das Dioceses de Pernambuco, Paraiba, Rio Grande do Norte e Alagoas.

A Diocese de Floresta, esteve representada pelo Padre Pedro Luiz - Coordenador de Pastorais, pela Irmã Marinalva da Equipe de Coordenação das Pastorais Sociais, por Rômulo da CPT - Comissão Pastoral da Terra e Libânio Neto, Presidente do Instituto Cultural Raízes, representando a Pastoral do Menor.

O Tema da Assembléia foi: "A Igreja a serviço da vida plena para todos", tendo como foco principal,a dimensão sócioestrutural da caridade cristã e da opção pelos pobres.

Foram realizados exposições/palestras e trabalhos de grupos, refletindo sobre a Conjuntura Atual do Brasil e especialmente do Nordeste, dando destaque para o pensamento e a prática pastoral da Igreja a partir dos elementos abordados pelo Papa Francisco.

Ao final do Encontro, os Bispos, religiosos e leigos presentes, definiram as diretrizes prioritárias para a Ação Pastoral do Regional Nordeste 2, onde destaca-se o debate, reflexão e enfrentamento ao quadro de violência crescente, das agressões aos direitos humanos, da onda de desemprego, do extermínio da juventude, da falta de segurança pública, do caos no sistema carcerário, além de outras questões que impactam a realidade social e econômica do nordeste, como a convivência com o semi árido, da preservação do meio ambiente, a questão dos recursos hídricos e barragens, a paralisação dos grandes projetos e o colapso do setor canavieiro.

Outras questões de grande importância formam parte das diretrizes de ação, tais como a situação política atual e a proximidade de eleições, a Campanha da Fraternidade de 2018 que trará o tema da violência e, a formação política e em políticas públicas, no âmbito pastoral da Igreja no Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário